250 mil crianças deslocadas expostas a doenças

 

Mais de 250 mil crianças deslocadas devido à violência armada em Cabo Delgado, norte do país, estão em situação de vulnerabilidade face a doenças e subnutrição, alertou recentemente o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), citado pela Agência Lusa.

A Unicef está preocupada com o facto de os serviços de água, higiene e saneamento serem insuficientes para responder às necessidades crescentes das crianças que vivem em centros de acolhimento temporários superlotados. Para aquele órgão, o risco de as crianças afectadas pela violência contraírem doenças é maior agora com a época chuvosa em Moçambique.

Fazendo menção a um comunicado do Unicef, a Lusa diz que doenças como diarreia, que são facilmente evitadas e tratadas, podem ser fatais para as crianças deslocadas, sem acesso a água e saneamento adequado, e ainda mais em caso de crianças que sofrem de subnutrição. Acrescenta também que as necessidades para o financiamento desta crise são de 30 milhões de dólares, o equivalente a a 25 milhões de euros.

Mais  Destaques

error: Conteudo protegido!!
Scroll to top
Skip to content