Acesso à electricidade: UE aprova subvenção de 30 milhões de Euros

 

A União Europeia (UE) aprovou recentemente uma subvenção no valor de 30 milhões de Euros para aumentar o acesso à electricidade em Moçambique, especialmente nas províncias da Zambézia e de Nampula, avança um comunicado da instituição enviado à nossa redacção.

O comunicado refere que se estima em mais de 700 000 famílias e centenas de micro e pequenas empresas que irão beneficiar-se da contribuição da UE.

De acordo com a UE, os fundos são parte do PROMOVE, uma abordagem compreensiva para o desenvolvimento rural em Moçambique.

A nota de imprensa enaltece que o Embaixador da UE em Moçambique, António Sánchez-Benedito Gaspar, disse que o acesso à energia é um catalisador do desenvolvimento e da redução da pobreza, daí que estão orgulhosos por contribuir para um maior acesso aos serviços básicos e para a criação de novas oportunidades de emprego, trazendo electricidade a milhares de moçambicanos.

Ainda de acordo com o comunicado, a subvenção de 30 milhões de Euros complementa o apoio financeiro da UE ao Projecto de Leilões de Energias Renováveis (PROLER), centrado em aumentar a capacidade de produção de energia em Moçambique em mais de 120 MW a partir de fontes renováveis para responder à procura de electricidade no país.

Entretanto, a organização europeia canaliza a sua contribuição através do Fundo Fiduciário Multi-doadores – ProEnergia -, criado para apoiar a execução do programa do Governo “Energia para Todos”, cujo principal objectivo é proporcionar o acesso à electricidade em zonas rurais e peri-urbanas em todo o país. Os outros parceiros desta iniciativa são a Suécia, a Noruega e o Banco Mundial.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content