África Great Wall Mining doa 150 mil máscaras aos profissionais de saúde

 

A África Geat Wall Mining DevelopmentCo.,Lt, uma empresa de capitais chineses do ramo mineiro que opera na província da Zambézia, doou, há dias, ao Ministério da Saúde (MISAU) diverso material de prevenção da Covid-19, composto, dentre outros, por um total de 150 mil máscaras cirúrgicas que irão estar a dispor dos profissionais de saúde, em todo o país, que estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus.

Texto: Dossiers & Factos

Coube ao Ministro da Saúde, Armindo Tiago receber das mãos do director-geral da África Geat Wall Mining, Hafner Dong a doação que irá reforçar a capacidade institucional de prevenção da Covid-19 na classe dos profissionais de saúde e não só. O evento foi testemunhado pelo conselheiro da embaixada da China.

Este feito enquadra-se no âmbito da responsabilidade social da África Geat Wall Mining, que nos últimos anos tem vindo a assistir algumas comunidades moçambicanas, através de várias acções com destaque para a construção de casas para o reassentamento, infra-estruturas de saúde, escolas, abertura de furos de água, abertura de vias de acesso, entre outras obras nos sectores de transportes, agricultura e desporto.

“Com esta doação nossa capacidade institucional está reforçada”

Na ocasião, o Ministro da Saúde, Armindo Tiago agradeceu, em nome do governo e dos profissionais da saúde, o gesto humanitário feito pela África Great Wall Mining, assegurando que a doação chega numa altura particularmente preocupante, caracterizada pelo aumento acentuado do número das novas infecções da Covid-19.

“Este cenário impõe o redobrar de esforços e cuidados em nossa missão como sector”, realçou o Ministro da Saúde, frisando que “não temos dúvidas de que com esta doação, a nossa capacidade institucional estará reforçada para contrapor esta doença que continuará a ser um desafio para todos nós”.

Tiago saudou o gesto da África Geat Wall Mining que apesar da conjuntura económica actual imposta pela Covid-19, que afectou as operações e actividades das empresas, implicando perdas avultadas de receitas, não se coibiu de dar a sua contribuição em prol da saúde dos profissionais da saúde e dos moçambicanos no geral.

 “A África Geat Wall Mining mostrou o seu engajamento na luta contra o novo corona vírus, doando estas 150 mil máscaras ao Ministério da Saúde. Muito agradecemos por este gesto que gostaríamos de ver replicado por outras entidades. Como instituição, buscaremos agir com transparência na alocação e uso destes donativos”, sublinha.

Colaboradores da África Great Wall Mining são activistas nas suas comunidades

Por seu turno o director geral da África Geat Wall Mining, Hafner Dong revelou que o donativo resulta da generosidade dos colaboradores daquela empresa, como um contributo para a luta de Moçambique contra a pandemia da Covid-19.

“Para além deste apoio, que tendes a oportunidade de testemunhar, no seio dos nossos colaboradores temos estado a disseminar mensagens de saúde pública e criar todo tipo de condições para que estes, sejam igualmente activistas de saúde pública nas suas famílias e comunidades”, assegurou Dong.

Aquele gestor reconheceu o engajamento do Governo moçambicano, autoridades da saúde e dos profissionais da área no combate a esta pandemia.

“Queremos agradecer e reconhecer os valentes profissionais de saúde de todo país, pelo seu incansável suporte. Nós continuaremos a dar o nosso suporte, como temos vindo a fazer através de apoio directo as comunidades que residem à volta das nossas infra-estruturas, através de construção de casas para reassentamento e furos de água, sector da saúde, educação, transportes, agricultura, desporto, bem como, em situações de desastres naturais”, destacou Dong.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content