Agostinho Vuma: “Guerra contra empresários”

 

Agostinho Vuma falou, há pouco, em conferência de imprensa, sobre o baleamento de que foi vítima há sensivelmente três meses, quando saía do seu escritório.

Vuma condena aquilo que considera ser “uma guerra contra os empresários e contra o emprego” e tentativas de assassinato de carácter para manchar a imagem da CTA

O Presidente da Confederação das Associações Econômicas disse que condena veementemente a violência e que, apesar do que lhe aconteceu, vai continuar “como soldado destemido contra todos os actos que atentam contra a convivência social”

Sobre o nome “Salimo”, que Agostinho Vuma teria proferido no momento do baleamento, o presidente da CTA nada disse, uma vez que, diz o próprio, estaria inconsciente quando o pronunciou.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content