Aumenta o movimento migratório em Moçambique

 

Na semana de 28 de Setembro a 04 de Outubro do ano em curso, o Serviço Nacional de Migração (SENAMI) registou nos Postos de Travessia a nível nacional, movimento migratório global de 118.277 viajantes de diversas nacionalidades, sendo 52.542 entrados e 65.735 saídos, contra 106.874 de igual período de 2018, o que representa aumento em 11%. Dos viajantes entrados, 19.155 são nacionais e 33.387 estrangeiros e quanto aos saídos 20.884 são nacionais e 44.851 estrangeiros.

Segundo o SENAMI as províncias de Maputo, Tete e Manica registaram maior fluxo migratório no período em análise sendo 53.058 em Maputo, 33.198 em Tete e 14.914 em Manica.

Os postos de travessia que registaram maior fluxo migratório são de Ressano Garcia, Cuchamano e Machipanda. Nacionalidades destacadas são moçambicana, zimbabwiana e malawiana.

Ainda no mesmo período, o SENAMI registou a nível nacional 170 casos de perda de passaporte nacional, contra 175 de igual período do ano de 2018, o que representa redução em 3%, nas províncias de Maputo, Gaza e Maputo Cidade.

Nestes termos, o SENAMI apela a todo cidadão nacional titular de passaporte ou outro documento de viagem equiparado, para que o conserve devidamente devendo portá-lo apenas quando necessário e em caso de perda deve participar imediatamente às autoridades policiais mais próximas e, igualmente, comunicar aos Serviços de Migração, podendo, caso pretenda, efectuar o pedido de 2ª via do documento.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content