Ciclone: Conheça os distritos em risco

INAM adverte que as ondas no Canal de Moçambique podem chegar aos 5 metros

 

O espectro de destruição voltou, infelizmente, a pairar sobre Moçambique. Um ano depois da ocorrência dos devastadores ciclones Idai e Kenneth, eis que outra tempestade tropical severa se aproxima. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, está prevista a ocorrência de ventos fortes, podendo atingir os 90km com rajadas de 110km. As chuvas podem ultrapassar 100 milímetros em 24 horas.

O INAM, que trabalha com o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades em acções de prevenção, mapeou os distritos que deverão ser atingidos a partir da madrugada do dia 30 de Dezembro. Assim, deverão ser fustigados por chuvas e ventos fortes os distritos de Muanza, Dondo, Búzi, Machanga Nhamatanda, Chibabava e cidade da Beira (província de Sofala) e Gondola, Macate, Mussorisi, Sussundenga, Manica, Vanduzi e Cidade de Chimoio (província de Manica).

Por outro lado, algumas regiões serão atingidas por chuvas abaixo dos 100 milímetros e sem ventos muito fortes. São os casos de Inhaminga, Caia, Marromeu, Cheringoma, Marringue, Chema (Sofala); Bárue, Macossa, Gure e Tambara (Manica);  Govuro, Inhassouro, Mabote, Vilanculos (Inhambane); Chinde,  Nicoadala, Mopeia, Milange, Maganja da Costa, Luabo, Inhassunge, Mocuba, Morrumbala, Namacura, Deri, Lugela e Cidade de Quelimane (Zambézia).

Refira-se que o INGC está em prontidão e já enviou equipas para todas as regiões em risco de serem atingidas, sendo que, a esta altura, desdobra-se em acções de prevenção.

 

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content