Confirmado o adiamento da retoma de actividades em Afungi

Em comunicado de imprensa recebido na nossa redacção, a petrolífera francesa Total confirma o adiamento do reinício das actividades em Afungi, na sequência do assalto pelos insurgentes da vila-sede do distrito de Palma, Cabo Delgado.

Apesar de expressar confiança no governo de Moçambique, “cujas forças de segurança pública estão a trabalhar por forma a retomar o controlo da área” a multinacional decidiu reduzir ao nível mínimo a força de trabalho em Afungi.

Por outro lado, a empresa, que garante não haver vítimas entre a equipa a trabalhar no estaleiro, manifesta “solidariedade e apoio à população de Palma, aos familiares das vítimas e às pessoas afectadas pelos trágicos acontecimentos dos últimos dias”.

Os trabalhos no Projecto Mozambique LNG estão interrompidos desde Janeiro deste ano, depois que os insurgentes protagonizaram um ataque na zona de reassentamento, em Quitunda.

 

 

 

Mais  Destaques

error: Conteudo protegido!!
Scroll to top
Skip to content