Corruptos, “homens de guerra” e calamidades “tramaram” o país

 

Segundo as projecções feitas pelo Banco de Moçambique, a Covid-19 poderá provocar um impacto maior que o que foi causado  em 2016 pela crise da dívida pública, logo depois da descoberta das dívidas ocultas, que forçaram os doadores a cortar o apoio directo ao Orçamento do Estado.

“As perspectivas de crescimento económico para 2020 deterioram-se, e os esforços de recuperação pós-ciclones retraem-se. Prevê-se que as consequências económicas da Covid-19 sejam severas, num cenário em que a economia moçambicana já se encontra debilitada, em virtude dos efeitos dos ciclones Idai e Kenneth e da instabilidade militar nas zonas norte e centro do país”, concluiu o Banco Central.

Baixe o Dossiers & Factos Digital e leia o texto na íntegra

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content