Covid-19: MISAU preocupado com aumento de novas infecções

As autoridades sanitárias mostram-se preocupadas com o aumento do número de casos do novo coronavírus no país, com maior destaque para a cidade de Maputo e as províncias de Maputo e Tete.

 

Segundo o Director para Área de Inquéritos e Observação de Saúde, no Instituto Nacional de Saúde (INS), Sérgio Chicumbe, a experiência passada mostra que pouco tempo depois de os países da região terem registado uma vaga de novas infecções, o país também foi assolado por uma vaga da Covid-19.

 

“Mas penso que são essas as projecções que estamos a fazer a não ser que haja uma mudança muito importante em termos da nossa interligação com alguns países vizinhos e também em ternos de medidas de prevenção. Este aumento de casos pode estar ligado ao relaxamento das medidas que se tem observado no país”, explicou a fonte, no decurso da conferência de imprensa desta segunda-feira.

 

Com alguns países africanos a sofrer uma terceira vaga da pandemia, Chicumbe alerta para a possibilidade de o país enfrentar algumas dificuldades logísticas, no que tange ao número de testes de PCR e os respectivos reagentes.

 

“Temos stock para três meses com alguma tranquilidade, entretanto, o nosso receio, neste momento, é que com a aceleração da pandemia no continente africano, a dificuldade logística volte a instalar-se em termos de voos, tendo em conta que costumamos receber reagentes para um período tão prolongado de seis meses a um ano e sempre tivemos um stock para três meses e sempre fomos garantindo o reabastecimento”, revelou a fonte.

 

Em relação aos resultados das amostras enviadas à vizinha África do Sul para identificar a ocorrência ou não de uma variante indiana, a fonte assegurou que, até esta terça-feira, o país irá receber resultados de pelo menos 100 amostras, das 400 enviadas.

 

Refira-se que, ontem, as autoridades da saúde reportaram a infecção de mais 30 pessoas, a recuperação de outras oito e o internamento de mais seis pacientes. Assim, o país conta com um total de 71.568 casos positivos do novo coronavírus, dos quais 69.889 estão recuperados e 841 perderam a vida. (Marta Afonso)

Mais  Destaques

error: Conteudo protegido!!
Scroll to top
Skip to content