Covid-19: Parruque não quer que retorno às aulas seja motivo de retrocesso

 

Texto: Hélio de Carlos

Por ocasião da retoma as aulas presenciais das turmas da 12 a classe, Parruque inaugurou, na escola secundária de Changalane, no posto administrativo do mesmo nome, mais três salas de aulas e mais dois blocos sanitários.

A construção daquela infra-estrutura foi resultado de uma parceria entre o Distrito de Namaacha e a empresa MATRACO, tendo representado um investimento de cerca de 5 milhões de meticais.

Para o governador da provincia de Maputo, ‘‘as salas de aulas contribuem para a qualidade do ensino, assim como melhores condições de trabalho para os professores’’, disse o Governante, para, de seguida, sublinhar que elas [as salas] reduzem a lotação dos alunos e, por consequência, o número de aulas ao ar livre.

Durante a cerimónia de retorno e inauguração, Parruque disse que o retorno as aulas presenciais não pode e nem deve ser motivo de retrocesso no combate a pandemia da Covid-19 na província de Maputo.

‘‘Não queremos voltar atrás, estamos a caminhar e não queremos perder os ganhos conquistados desde o estado de emergência até agora que se está em calamidade pública e que as aulas estão a retornar’’.

 

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content