Destino de Manuel Chang alvo de disputa entre membros do Governo sul-africano

A notícia é avançada esta quinta-feira (22), pela Carta de Moçambique, que dá conta que o ex-ministro das Finanças Manuel Chang, está a ser alvo de disputa por diferentes figuras influentes dentro do partido ANC e do Governo sul-africano, sendo que uns defendem a sua extradição para Moçambique e outros para os EUA.
No entendimento da Carta, o Ministro da Justiça e Assuntos Correcionais, Ronald Lamola, é favorável à ida de Chang para os EUA, o que fundamentou a sua decisão de anular a decisão do seu antecessor de o extraditar para Moçambique.
Por outro lado, figuras como Charles Nqakula, conselheiro de segurança do Presidente Cyril Ramaphosa, é tido como defensor da extradição de Chang para Moçambique.
Para além do seu cargo como conselheiro, Nqakula conta também com a influência da sua esposa, Nosiviwe Mapisa-Nqakula, que é actual Ministra da Defesa. O seu interesse pelo regresso de Chang a Maputo é sustentado, em parte pelo facto dele ter sido Embaixador da Africa do Sul em Moçambique entre os anos de 2012 e 2016, e, por via disso, tem mantido excelentes relações com a Frelimo.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content