“Eu quero falar sobre as dívidas” – Gregório Leão

Gregório Leão finca-pé e não quer que lhe sejam feitas questões sobre empresas privadas, como é o caso da AMULEPE. Insiste que quer falar das “dívidas”, que, no seu entender, são o objecto do processo.
Por outro lado, e à semelhança da sua esposa, reclama a presença de “intervenientes” que estiveram envolvidos na contratação das dívidas ilícitas.
De forma didáctica, e com alguma insistência, o juiz explicou que o momento é reservado às perguntas do Ministério Público e que o réu não pode definir as perguntas a serem feitas. Garantiu que depois concederá tempo ao réu para falar de tudo que julgar importante. D&F

Mais  Destaques

error: Conteudo protegido!!
Scroll to top
Skip to content