Garimpo reduz significativamente na área da Ruby Mining

A informação foi revelada, esta quinta-feira, em Namanhumbir, Montepuez, província de Cabo Delgado pelo PCA da empresa Ruby Mining, Samora Machel Júnior que assegura que a empresa conseguiu erradicar o garimpo ilegal dentro da área para si concessionada para exploração de rubi, desde 2012.

Texto: Arão Nualane

Samora Machel Júnior explica que um dos trunfos da empresa para eliminar o garimpo são as acções de responsabilidade social, e não só, que ajudaram as comunidades, sobretudo os jovens, a terem novas fontes de renda, entre outros benefícios.

A fonte revelou que uma parte significativa das receitas resultantes da exploração do rubi de Namanhumbir vai para acções de responsabilidade social e investimento em benefício das comunidades locais.

Desde a instalação da infra-estrutura mineira a esta parte foram gastos mais de três milhões de dólares norte-americanos só nos sectores como a saúde, educação, entre outros.

Segundo fez saber, graças a essas acções, que estão a ser replicadas para outras zonas, o garimpo ilegal poderá ficar para história no distrito de Montepuez, onde já foram reportados vários acidentes que culminaram com a perda de vida de garimpeiros soterrados durante as escavações ilegais.

Refira-se que a empresa Montepuez Ruby Mining opera numa área de 33 mil hectares, com 15 poços, dos quais cinco é que estão a operar neste momento. De 2014 a 2019 a empresa já teve um encaixe financeiro de 521 milhões de dólares norte-americanos, dos quais 121 milhões foram gastos em pagamento de impostos para o Estado moçambicano.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content