General Mariano Nyonga desafia Renamo a apresentar Josefo de Sousa

 

O general Mariano Nyonga Chissingue voltou a dar uma conferência de imprensa a desafiar o partido a apresentar o general Josefo de Sousa e outros dois generais que terão sido, supostamente, assassinados pelo presidente da Renamo, Ossufo Momade.

“Até hoje não temos informação de Josefo, Ponhya e Tayo. Foram mortos. Se eles estão vivos, porque é que estão a esconder? Tirem. Se realmente não foram assassinados que sejam apresentados, as famílias querem falar com eles”, refere.

Na ocasião, negou que ele e seus companheiros sejam desertores como alegou o porta-voz da Renamo, José Manteigas, a quem desafiou a circular nas bases para apurar se ele e outros generais realmente são desertores.

“Eu não saí da Renamo. José Manteigas chamou a mim de desertor, mas hoje ele está a dormir em Sofala, a comer tudo, está livre mas eu desertor não tenho sapato (olha a roupa que eu tenho), mas Manteigas está bom. Sofremos muitos, muitos companheiros nossos morreram e muitos estão a viver bem a custa do nosso sofrimento. Fizemos Manteiga ser Rico, mas ele esqueceu disso”, sublinhou.

Revelou que todos os militares da Renamo estão unidos. “A decisão tomamos juntos e o objectivo é o mesmo. Não sou eu quem está a determinar, apenas sou o porta-voz. Todas as forças da Renamo querem isto. A decisão é única, não queremos ser vendidos”, garantiu.

A segunda conferêncoia de imprensa do general Nyonga acontece quase um dia depois da Renamo, através do seu secretário-geral,  ter prometido apresentar o general Josefo vivo.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content