Gilberto Mendes, Kika Materula e Seth Swazy continuarão a actuar nos palcos

 

O actual governo de Filipe Nyusi tem, na sua composição, três homens ligados as artes e cultura, nomeadamente: Gilberto Mendes, actor e cenógrafo; Kika Materula, música e excelente executora de Oboé; e Seth Swazi, também músico e jazzista. Desde a sua nomeação para cargos do executivo, seus fãs e admiradores não param de perguntar se os mesmos continuarão ou não a dedicar-se as suas actividades artítiscas.

Texto: Dossiers & Factos

Entretanto, de fontes ligadas a Presidência da República, o Dossiers & Factos sabe que o Chefe do Estado, Filipe Nyusi autorizou os três dirigentes a continuarem a desenvolver as suas actividades artísticas, o que inclui a possibilidade de actuarem, se for necessário, para alegrar os seus fãs e admiradores.

Com efeito, não há impedimento para Gilberto Mendes, secretário de Estado para os Desportos, continuar a encenar e actuar na sua companhia de teatro Gungu, assim como em producções cinematográficas. Kika Materula, Ministra da Cultura e Turismo, por sua vez, poderá a tocar e cantar tanto na companhia Xiquitse, assim como na sua orquestra em Portugal.

Outro que poderá ainda continuar a alegrar os admiradores do afro-jazz e da marrabenta é Felimone Suaze, vice-ministro da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, que tem se mostrado, nos últimos anos, um bom executor daqueles estilos musicais.

Esta não é a primeira vez que Filipe Nyusi autoriza um artista do seu governo a continuar a trabalhar livremente. Silva Dunduro, enquanto Ministro da Cultura e Turismo terá feito algumas concorridas exposições de artes plásticas, sua área de actuação.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content