Governo preocupado com congestionamento nas fronteiras

Moçambicanos chegam a passar dias na fronteira a espera de atendimento

As fronteiras que separam Moçambique da África do Sul estão congestionadas, devido ao regresso massivo dos moçambicanos a terra do rand, após as festas do natal e do fim do ano. Na fronteira de Ressano Garcia, a mais movimentada do país, as filas de camiões chegam a atingir 20km.

“Chegámos a conclusão de que eventualmente há uma necessidade de se propor o alargamento do horário de funcionamento das fronteiras, mas esses assuntos deverão ser coordenados numa reunião conjunta entre os ministérios que intervêm neste processo”, disse Armindo Tiago, ministro da saúde.

A lentidão na entrada dos moçambicanos na África do Sul deve-se a obrigatoriedade de apresentação de certidão de teste da Covid-19. Mas sabe-se que as autoridades sul-africanas têm obrigado os moçambicanos a fazerem um segundo teste, alegadamente por não confiarem nos testes realizados em Moçambique.

Mais  Destaques

error: Conteudo protegido!!
Scroll to top
Skip to content