INGD alerta a população a se precaver da tempestade GUAMBE

 

O Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD) através do Centro Nacional Operativo de Emergência (CENOE) emitiu um comunicado alertando a população para a tomada de medidas de precaução face a ocorrência da Tempestade Tropical Moderada GUAMBE que poderá atingir províncias do Centro e Sul do país a partir de hoje, 18 de Fevereiro.

As previsões hidrometeorologicas indicam para a possibilidade de ocorrência de chuvas muito fortes (acima de 100 mm\24 horas e ventos fortes de até 80km\h), derivadas da Tempestade Tropical Moderada GUAMBE, a partir de hoje, 18 de Fevereiro até amanha nas províncias de Inhambane (Zavala, Inharrime, Jangamo, Homoine, Morrumbene, Massinga, Vilankulos, Inhassoro, Govuro, Panda, Cidade de Maxixe e Inhambane), Gaza (Bilene, Limpopo, Chongoene, Mandlakaze, Chokwe, Guija, Chibuto e Cidade de Xai-Xai), chuvas fortes, acima de 50 mm\24 horas nas províncias de Sofala (Machanga, Buzi, Chibabava e cidades da Beira e Dondo) Inhambane (Funhalouro e Mabote), Gaza (Massingir, Mabalane, Chigubo, Mapai e Chicualacuala) Maputo (Matutuine, Boane, Namaacha, Marracuene, Moamba, Magude, Manhica, cidades de Maputo e Matola).

O Centro Nacional Operativo de Emergência (CENOE) recomenda a tomada das seguintes medidas de precaução:

-Reforçar a segurança dos tetos, portas e janelas com material resistente

-Retirar do exterior da casa todo material que possa causar danos

-Organizar um kit de emergência constituído por lanterna, candeeiro, velas, fósforo, recipientes com água, roupas essenciais, petróleo de iluminação

-Retirar as pequenas embarcações da água para locais seguros

-Garantir que as viaturas tenham combustível e tomada de medidas de precaução ao se fazer as ruas e bairros peri-urbanas

-Desligar fontes de energia e água

-Não se movimentar durante a ocorrência dos ventos fortes

-Retirar-se imediatamente das zonas baixas e ribeirinhas dos rios Buzi, Pungoe, Save, Mutamba, Inhanombe, Limpopo, Maputo, Umbeluzi e Incomati

-Limpar as valas de drenagem para permitir o escoamento rápido das águas

-Conservar alimentos, documentos e material escolar em local seguro e seco

-Retirar imediatamente equipamentos agrícolas das zonas baixas

-Informar-se sobre abrigos seguros junto das autoridades locais ou Comités Locais de Gestão de Risco de Desastres

-Não ir a pesca

-Não fazer travessias dos rios acima mencionados, seus afluentes ou cursos de água

-Não desenvolver actividades nas zonas baixas e ribeirinhas durante a ocorrência das inundações

-Prestar atenção e dar apoio aos idosos, crianças, doentes, pessoas com deficiência e outros grupos vulneráveis

-Manter-se afastado das janelas, evitar pânico e manter-se atento as informações das autoridades.

Mais  Destaques

error: Conteudo protegido!!
Scroll to top
Skip to content