Inundações levam INGC a redobrar esforços em Manica

A tempestade tropical Chalane, que chegou a Moçambique na madrugada do dia 30, já mostra sinais de abrandamento na província de Manica, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia. Ainda assim, a sua passagem provocou a subida dos caudais de alguns rios, resultando em cheias e inundações. Esta situação obrigou o INGC a mobilizar mais meios de salvamento.

Assim, a instituição liderada por Luísa Meque mandou mais três embarcações para os distritos de maior risco, subindo o total para seis, conforme confirmou a Rádio Moçambique o delegado do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades, Augusto Alexandre.

Mais  Destaques

error: Conteudo protegido!!
Scroll to top
Skip to content