Ligação clandestina na Matola gera prejuízo de mais de um milhão de meticais

– A água era usada para encher um logo artificial para irrigação de horta

 

No âmbito da sua campanha de desactivação e remoção de ligações clandestinas, a empresa Águas da Região de Maputo (AdeM) detectou uma ligação irregular de um cliente que abastecia uma lagoa artificial na cintura verde do bairro do Patrice, no Município da Matola, causando um prejuízo de mais de um milhão de meticais em seis meses.

Texto: Dossiers & Factos

Estima-se que por dia, a referida lagoa recebia um encaixe de mais de 50 mil litros de água, quantidade suficiente para abastecer cerca de 100 clientes, mas o visado recusa-se a colaborar com a ADeM. Diante deste cenário, aquela empresa submeteu o caso às autoridades.

Isabel Maculuve, gestora Comercial da Área Operacional da Machava da AdeM conta que a empresa resolveu remover a ligação e foi feita uma queixa-crime contra o suposto autor.

“Abordámo-lo na sua residência, mas não se mostrou interessado em colaborar para a resolução do problema, razão pela qual decidimos remeter o caso às autoridades competentes. Ele não quer colaborar connosco, muito menos retratar-se. Apenas disse que podíamos agir, conforme entendêssemos, mas que isso teria consequências”, revelou Isabel Maculuve.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content