Ministério da Indústria e Comércio mobiliza recursos para combate à Covid-19

O Ministério da Indústria e Comércio recebeu, na sexta-feira, 8 de Maio, um donativo constituído por cerca de 750 quilogramas de sabão orgânico para a higienização das mãos, avaliado em cerca de dois milhões de meticais, oferecido pela Longrich Moçambique, no âmbito do combate ao novo coronavírus, e que será enviado, posteriormente, para o distrito de Mueda, na província de Cabo Delgado.

Trata-se de um donativo que vai contribuir sobremaneira no combate a esta pandemia no país, pois a lavagem das mãos é considerada uma das principais medidas de prevenção.

Na ocasião, o ministro da Indústria e Comércio, Carlos Mesquita, enalteceu o gesto da Longrich Moçambique, principalmente por o donativo chegar numa altura em que o Governo está a mobilizar recursos para combater a pandemia, e acima de tudo mitigar o seu impacto no seio das comunidades.

“Como Governo, temos consciência das dificuldades que as empresas e os agentes económicos têm estado a enfrentar por causa desta doença, mas mesmo assim conseguiram tirar um pouco da vossa produção e contribuir para minimizar os efeitos desta pandemia. Por isso, esperamos que mais instituições pensem e contribuam da mesma forma”, disse o ministro.

A escolha de Mueda como beneficiário deste donativo deve-se ao facto de o distrito estar, para além da Covid-19, a lidar com ataques armados protagonizados por terroristas, “que criam pânico, intranquilidade, destroem infra-estruturas, matam pessoas, obrigam a deslocamentos da população, num momento em que nos preparávamos para a época da colheita agrícola, o que vai, com certeza, ter um impacto negativo na segurança alimentar”.

“O impacto é de tal ordem que nos obriga a tomar decisões com muita urgência para evitar a contaminação e expansão da Covid-19 em Moçambique. Todos os países estão na mesma situação, e temos de mobilizar recursos para manter a vida das populações num estado aceitável”, acrescentou Carlos Mesquita.

Para o representante da Longrich Moçambique, Ricardo Taca, esta ajuda vai ser muito útil para as populações do distrito de Mueda, que é um dos mais necessitados. “Quando a pandemia chegou, sentimos que devíamos estender a nossa mão para ajudar, por isso pretendemos que estes produtos cheguem a quem mais precisa”.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content