Ministro da Saúde alerta que túneis de desinfecção podem causar doenças respiratórias

 

Num dia em que as autoridades sanitárias anunciaram mais dois casos positivos da Covid-19 no país, o ministro da Saúde, Armindo Tiago, disse que não recomenda o uso de túneis de desinfecção para o combate à Covid-19, sob o risco de causarem complicações na saúde das pessoas.

Segundo o ministro, a comunidade científica internacional é unânime em dizer que, até o momento actual, a evidência científica não encontra a vantagem da utilização dos túneis de desinfecção. Por isso, o Governo de Moçambique não recomenda a utilização dos túneis para o combate a Covid-19. “Achamos que o investimento feito pode ser reorientado para outras finalidades”.

Tiago disse que os túneis de desinfecção usam diferentes substâncias, e em saúde e em medicina há sempre necessidade de se fazer a avaliação de risco-beneficio nas intervenções.

“Essas medidas foram adoptadas na melhor das intenções pelas pessoas, e queremos aqui enaltecer a força daqueles que construíram e ofereceram túneis a população, como seu apoio na luta contra essa pandemia”, referiu.

Todavia, o ministro disse que os novos conhecimentos alcançados pela comunidade científica internacional torna fundamental fazer uma análise mais profunda da utilização dos tuneis. “Nós como Governo, através da comissão científica, que recomenda o Governo em termos de medidas a tomar, chegamos a conclusão de que a utilização de túneis de desinfecção, longe de proporcionar um bem e uma protecção adequada a Covid-19, pode, eventualmente, causar danos a saúde”.

As substâncias usadas nos tuneis e a maneira como são usadas pode trazer vários efeitos, “aquele processo da geração de aerossóis faz com que a pessoa inale as substâncias químicas, como cloreto, e essas substâncias podem entrar para a mucosa das veias respiratórias e causar processo inflamatório, esse facto deixa as pessoas mais vulneráveis a infecção por outras doenças respiratórias, ou mesmo para apanhar Covid-19”.

Na ocasião recomendou a todos que tenham em carteira projectos de construção de tuneis para que os fundos a serem alocados para esse fim, sejam convertidos para outras formas achadas cientificamente validas no combate a Covid-19.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content