Moçambicano Frederico Silva entre os mais influentes no domínio das tecnologias em África

A iniciativa África Digital Festival acaba de revelar o indicador dos jovens mais influentes no domínio de tecnologias no continente africano. Sem nenhuma surpresa, o moçambicano Frederico Silva, que nos últimos anos actua como um dinamizador de jovens criadores e empreendedores digitais no país, faz parte da lista dos “campeões digitais” que contempla vários outros criadores de 50 países do continente.

Os ‘campeões digitais’ de África foram seleccionados de diferentes sectores, incluindo saúde, finanças, educação e governação, tendo todos em comum a utilização de tecnologia para a materialização ou criação de plataformas úteis.

Cada um dos listados tem contribuído, no seu país, para a criação, adopção e desenvolvimento de tecnologias, actuando também como activistas para o uso de tecnologia para a mudança social.

Nos últimos sete anos, Frederico Silva, da startup “Talento”, tem estado envolvido no desenvolvimento de várias tecnologias em diversos sectores e actuado como dinamizador do ecossistema no país, sobretudo no apoio a novos criadores e empreendedores.

De outros países de língua portuguesa foram seleccionados Pedro Lopes (Secretário de Estado para a Inovação e Formação Profissional) para Cabo Verde, Aniceto Carvalho (da Mwango Brain, que presta diversos serviços em tecnologias) para Angola e Aimonia Cabral (da Bandim, loja de comércio digital) para Guiné-bissau.

Para Foster Sam, da iniciativa África Digital Festival, a lista dos 50 inovadores não é um ranking, mas um indicador de alguns dos actores mais relevantes nas tecnologias em África.

 O África Digital Festival terá a sua primeira edição este ano, em Outubro, com dois dias de sessões online de discussão, aprendizagem e estabelecimento de contactos entre actores na área de tecnologia e inovação no continente.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content