Moçambique em alerta face à eclosão de uma doença de peixes

 

O Ministério do Mar, Águas Interiores e Pescas vai apresentar, hoje, em Conferência de Imprensa as acções de vigilância e prevenção que Moçambique está a levar a cabo face à eclosão, no vizinho Malawi, da Síndrome Ulcerativa Epizoótica (EUS), uma doença dos peixes causada por um fungo denominado Aphanomyces invadans, que pode causar mortalidade de algumas espécies de peixes, assim como até 100% de mortalidade de produção na aquacultura.

A EUS é uma doença de declaração obrigatória listada pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) e, recentemente, foi diagnosticada no Malawi, mais concretamente no distrito de Mchinji, em piscicultores e pescadores, tendo sido observados peixes mortos com lesões ulcerativas na pele.

De acordo com uma informação da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), a  situação também representa uma séria ameaça para a pesca regional e para a aquacultura nas águas interiores, especialmente na Bacia do Rio Zambeze.

Face a esta situação, e seguindo as instruções da OIE para casos de eclosão de surtos de doença de declaração obrigatória, como é o caso de EUS, Moçambique já está em alerta e a conduzir a necessária vigilância epidemiológica.

 

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content