Movimento migratório cresce nas fronteiras moçambicanas

A entrada de cidadãos de várias nacionalidades para o país aumentou em 9 porcento, nas fronteiras nacionais, nos primeiros 15 dias do mês de Agosto, se comparado com igual período do ano passado.

Texto: Redacção

A informação foi avançada pelo Serviço Nacional de Migração (SENAMI), em Maputo, durante uma conferência de imprensa.

O SENAMI diz que dos diferentes cidadãos de várias nacionalidades que atravessam as fronteiras nacionais, cerca de 214 são moçambicanos deportados pelas autoridades sul-africanas, por falta de documentos de viagem, e por permanência irregular nas fronteiras. Desta forma, foi registado a travessia mais de 243.209 viajantes, contra 223.743 de igual período do ano anterior.

A instituição, representada pela sua porta-voz, Leidita Mate, refere ainda que dos 243.209, viajantes registados nas estatísticas do movimento migratório durante este ano, cerca de 88.322, entraram no território nacional, e 154.887 foram registados no movimento de saída.

Ainda de acordo com Leidita, o aumento do movimento migratório deve-se a procura de oportunidades de investimento pelos cidadãos estrangeiros.

A porta-voz afirmou também que no presente ano foi registado um total de 140.866 cidadãos estrangeiro no território nacional, tendo na circunstância apelado aos moçambicanos a não se envolverem em actos de falsificação de documentos, porque constitui crime e corrupção.

“Na solicitação dos documentos pelos utentes, há sempre alguns indivíduos que se disponibilizam alegando que irão facilitar o trabalho, estou a falar de ‘burladores’ que às vezes levam o dinheiro e depois desaparecem”, sublinhou a porta-voz.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content