Nampula: Arranca, sábado, a terceira edição do Festival Cultural “Karama”.

 

O evento que exalta a dança Tufo decorrerá até segunda-feira, na sede da vila de Moma, em Nampula. Em Moma, espera-se que, mais de mil artistas de trinta e um grupos culturais possam se juntar nesta festa, onde a dança Tufo, terá maior expressão.

Os artistas e/ou grupos de artistas serão provenientes das províncias de Nampula, Sofala, Cabo Delgado e Zambézia, esta última que acolheu, no ano passado, a segunda edição.

Segundo o presidente da Associação Chipimpi de Muegane, província de Nampula, entidade organizadora do festival, Issufo António, as condições logísticas estão asseguradas para que Moma vibre nos próximos dias.

O evento tem como lema: “Promoção da Dança Tufo para o Desenvolvimento”. Em Inhambane, concretamente na vila de Quissico, distrito de Zavala, prepara-se o Festival da Timbilia, vulgo Nsaho. O evento a decorrer de 30 a 31 de Agosto corrente juntará perto de 10 grupos culturais.

“A Ilha dos Escravos” é o nome da peça de teatro que será vista, esta sexta-feira à noite, no Centro Cultural Franco Moçambicano, na cidade de Maputo. A exibição da peça está prevista para o seu início, as 20 horas e trinta minutos.

Escrita pelo dramaturgo francês Pierre de Marivaux, “A Ilha dos Escravos” é uma comédia utópica onde quatro sobreviventes de um naufrágio abordam a uma ilha onde as leis em vigor implicam mudanças drásticas de comportamentos.

Amós e criados invertem os seus papéis e após fazerem prova de adaptação a uma nova ordem social, podem assim reconquistar a liberdade e retomar a viagem de regresso aos seus lugares de origem. (RM)

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content