“Não sei fazer negócios” – Gregório Leão

Questionado pelo Ministério Público se terá alguma relação empresarial com Cipriano Mutota, Gregório Leão respondeu negativamente. Disse que Mutota pediu-lhe autorização para abrir uma empresa, conforme estabelece a lei do SISE. O réu confirma ter concedido a autorização ao seu subordinado, mas diz ter recusado o convite de Mutota para ser seu sócio.
Na sequência, e de acordo com Leão, Mutota fundou a empresa e tornou-se sócio de Ângela Leão, sua esposa que “nunca interferiu nas minhas actividades, nem eu nas dela”. Confrontado com a informação que consta dos autos, segundo a qual é sócio da AMULEPE e é representado por Benjamim Gonçalves, Leão declinou.
Já antes, aliás, tinha dito que sempre trabalhou para o Estado e que “não sei fazer negócios”.

Mais  Destaques

error: Conteudo protegido!!
Scroll to top
Skip to content