Novo ataque faz mais de 10 mortos e vários feridos em Sofala

Mais de dez pessoas terão morrido e outras nove contraíram ferimentos, entre graves e ligeiros em ataque armado contra três viaturas ocorrido na manhã desta terça-feira na zona de Mutindiri-2, distrito de Chibabava em Sofala. Este ataque é o mais mortífero desde Agosto último e acontece um dia depois do Conselho Constitucional ter proclamado Filipe Nyusi e a Frelimo vencedores das eleições de 15 de Outubro.

Segundo escreve o Jornal O País, o ataque ocorreu por volta das seis horas e dez minutos na localidade de Mutindiri-2, distrito de Chibabava, ao longo da estrada nacional número um.

Citado pelo O País Online, o condutor do autocarro da companhia Angolano, revelou que dos 23 passageiros que transportava, apenas nove foram socorridos no Hospital Rural de Muxungue, aventando que os restantes poderão ter morridos carbonizados.

Além do autocarro, os homens armados emboscaram e incendiaram um auto pesado e uma outra camioneta, viaturas que também seguiam o sentido Inchope Muxungue.

A população daquela zona fala de ataques que ocorrem quase diariamente, o que a faz viver em ambiente de medo e incerteza.

Aliás, um jovem escapou das mãos dos homens armados. Teria sido levado em Chibavava para engrossar as fileiras, mas diz que foi mesmo pela força divina que conseguiu fugir.

Recorde-se que embora não tenha apoiado Ossufo Momade, a Junta Militar da Renamo, liderada pelo general Mariano Nyongo ameaça intensificar os ataques para inviabilizar a tomada de posse de Filipe Nyusi, reeleito num pleito considerado fraudulento.

Para já não se sabe se este ataque terá alguma relação com as ameaças do grupo, que de resto nunca assumiu autoria de nenhum dos ataques que vem sendo registados desde Agosto último. Redacção / O País

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content