Nyusi insta empresariado nacional a preparar-se para desafios do sector de gás

O Presidente da República, Filipe Nyusi, exorta o empresariado nacional a estar preparado para os desafios que o sector de petróleo e gás impõem de modo a explorar o máximo os seus beneficios.

Texto: Marcelino  Selemane

Nyusi falava, hoje, em Maputo, durante a abertura oficial da sexta edição da cimeira de gás de Moçambique (Mozambique Gas Summit) que decorre  na capital moçambicana.

“Neste processo, os moçambicanos, sobretudo o sector empresarial e empreendedor nacional deverá ser um actor importantíssimo e líder. O alcance desse objectivo deve ser a nossa palavra de ordem. Residem muitas oportunidades de negócios, desde a fase de prospeção, produção e distribuição”, exortou.

Segundo o Estadista moçambicano, esta será igualmente uma oportunidade de assegurar uma crescente integração do conteúdo local e participação efectiva dos moçambicanos nos mega-projectos.

Nyusi disse igualmente que é desejo do executico que lidera ver a indústria de petróleo e gás em Moçambique a lançar bases fortes e firmes para a construção da indústria energética, extractiva, construção civil, hotelaria e turismo, entre outros sectores.

“Esta indústria de petróleo e gás deve impulsionar todo esse desenvolvimento, incluindo a indústria das artes e culturas, desporto, entre outras. Sejam capazes de contribuir para a transformação dos recursos naturais em riquezas, isso é possível e como tenho dito, o país tem tudo para dar certo, mas isso depende de nós os moçambicanos “, sublinhou o Chefe do Estado.

Na ocasião, reiterou o compromisso do seu Governo continuar um parceiro estratégico na formação duma classe empresarial moçambicana mais ampla e robusta.

“Queremos que o nosso Estado e os moçambicanos, em geral, sejam os verdadeiros donos das riquezas e de potencialidades da nossa pátria, claro, em parceria com os nossos parceiros, os investidores que tanto acarinhamos e assumimos mais uma vez a nossa responsabilidade de continuarmos a acarinhar, porque só com eles podesmos desenvolver este país”, vincou.

 

Formação de mão de obra para fazer face as exigências

Nyusi incentivou ao empresariado nacional a continuar apostar no capital humano, com a formação de mão-de-obra local de forma a colocar a altura das suas necessidades e exigências técnicas.

De acordo com Presidente da República, o executivo vai continuar a fazer o que lhe compete, ou seja, criar condições para um ambiente favorável para o desenvolvimento empresarial. Ademais, manifestou o desejo de ver a indústria de hidrocarbonetos a contribuir na melhoria da qualidade de vida dos moçambicanos.

Participam na sexta edição do Mozambique Gas Summit, representantes de alto nível da indústria global do petróleo e gás, de pelo menos 55 países de todos os quadrantes do mundo, 55 oradores de diferentes áreas do sector energético, para além de mais de 130 expositores representativos de toda a cadeia de valor da indústria do petróleo e gás, já a operar em Moçambique, e não só.

No evento de dois dias, prevê-se igualmente a participação de pelo menos 700 delegados, entre nacionais, a vários níveis, e internacionais, o que representa um número recorde de participação desde que este evento teve início.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content