Governo de Panda apoia famílias afectadas por bolsas de fome

O Governo do Distrito de Panda, província de Inhambane, através do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades, em parceria com algumas organizações da sociedade civil, iniciou, há dias, o processo de distribuição de sementes resistentes à seca, para mais de cinco mil famílias das comunidades de Mawaela e Jojo. As famílias ora beneficiadas, há meses que vivem em situação de insegurança alimentar e nutricional, causada pela seca que se faz sentir naquele distrito.

Para além das sementes resistentes à seca, o Governo distribuiu às famílias de Panda produtos de primeira necessidade. Segundo a administradora do distrito de Panda, Laurinda Titosse, a situação naquele distrito é deveras preocupante.

Titosse garantiu que o Governo continua a envidar esforços com o objectivo de conseguir mais ONGs para apoiar aquela população em situação de insegurança alimentar.

“Estamos a trabalhar junto com as organizações não-governamentais no sentido de conseguirmos apoio para as comunidades afectadas pela seca. Neste momento, estamos a trabalhar em duas comunidades, refiro-me a Mawaela e Jojo, onde além de produtos da primeira necessidade, também começámos a distribuir diversas sementes resistentes à seca, e acreditamos que isso possa ajudar as famílias”, disse.

Mesmo sem chuva, as populações estão a ser sensibilizadas a continuarem a apostar na agricultura, principalmente na produção de culturas resistentes, como a mandioca e o ananás.

“Quando o Governo diz que devem apostar na produção do ananás, não significa que as comunidades vão se alimentar apenas de ananás, mas é uma forma de conseguirem vender e obter dinheiro para comprar o que lhes falta”, explicou.

Apesar da seca que se faz sentir em algumas comunidades daquele distrito, o Governo garante que a insegurança alimentar está controlada, porque noutras comunidades houve maior produção da comida.

Aliás, além da agricultura, o distrito de Panda também tem potencial na produção de gado bovino e na piscicultura. Actualmente, o distrito conta com cerca de 70 mil cabeças de gado bovino, para além de mais de 300 tanques construídos para a criação de peixe. Parte do pescado e do gado bovino é destinada à venda nos distritos vizinhos, nomeadamente Inharrime, Homoíne e Funhalouro.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content