PR diz que a Nação é feita de diferenças

 

O presidente da República, Filipe Nyusi, disse em Maputo, durante a cerimónia de investidura para o seu segundo mandato que a nação moçambicana é feita de diferenças.

Texto: Dossiers & Factos

Filipe Nyusi terminou o seu discurso a instantes, na Praça da Independência, em Maputo, na cerimónia de investidura como presidente para os próximos cinco anos chamando a necessidade de os moçambicanos respeitarem as diferenças existentes no país.

Falando da sua recondução ao cargo do PR, Nyusi disse que o acto resulta da vontade da maioria expressa pelos moçambicanos no dia das eleições, neste caso, a 15 de Outubro do ano passado.

Assim sendo, o PR afirma que renova o compromisso respeitando a Constituição da República e todos moçambicanos, que independentemente das escolhas que fizeram no dia das eleições devem fazer parte desta festa.

“Ninguém venceu, ninguém perdeu, mas sim ganhou o povo moçambicano e a democracia”, disse Nyussi, para depois considerar que na governação passada houve acontecimentos que estiveram fora do controlo, como foi o caso dos Ciclones Idai e Kenneth, no Centro e Norte do país, bem como os insurgentes na província de Cabo Delgado e os ataques militares no Centro.

Entretanto, Nyusi perspectiva um futuro promissor na presente governação em vários sectores. Por exemplo, está seguro no estabelecimento de uma paz efectiva e duradoura, preservação da paz para o desenvolvimento.

Espera igualmente uma soberania que não será nunca negociada ou hipotecada, sustentada por um debate livre que respeite as opiniões dos moçambicanos.

Na educação vinca a expansão e melhoria do mesmo, formação e melhorias de trabalho do professor, privilegiar o saber fazer, assegurar uma educação de qualidade e inclusiva.

No que concerne a saúde, Nyusi é pela elevação da qualidade dos serviços prestados, assim como melhorar as condições de trabalho no sistema nacional de saúde.

Já em relação ao desporto, defende a promoção nas escolas, investimento nas infra-estruturas desportivas e a elevação dos números conseguidos no ano passado internacionalmente.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content