Presidente da BVM vê no ISCAM o poder do empreendedorismo

 

O empreendedorismo é visto por muitos como a forma que os jovens moçambicanos têm para sair do desemprego. Como a ciência faz parte de tudo hoje em dia, o Presidente do Conselho de Administração (PCA) da Bolsa de Valores de Moçambique (BVM), Salimo Valá considera que o Instituto Superior de Contabilidade e Auditoria de Moçambique (ISCAM) é um instrumento poderoso para promover o empreendedorismo, boa gestão e ética.

Texto: Redacção

O PCA da BVM fez este pronunciamento, recentemente, na abertura das XI jornadas Cientificas do ISCAM, em Maputo.

Durante a sua intervenção Salimo Valá afirmou que o ISCAM para alem de produzir quadros de alta competência, nas áreas de contabilidade e auditoria, estrategicamente está bem posicionado para atingir o mercado, empreendedores que explorem diversas oportunidades de negócios e lapidar os futuros gestores empresárias, para que tenha valores de ética, integridade e valor social.

Vala sublinhou que por Moçambique ser um país cujo sector empresarial é dominado pelas PME´s, que ainda enfrentam dificuldades de organização e gestão e boa parte delas não tem contabilidade organizada e contas auditadas, constitui uma oportunidade de negócio para os contabilistas e auditores, e isso vai influenciar na melhoria da gestão, na lucratividade e sustentabilidade das empresas de pequeno e médio porte.

Porque o ISCAM é um instituto politécnico, o dirigente da BVM instou aos docentes e discentes a inovar nos métodos de ensino e aprendizagem, focalizando mais na interacção, numa abordagem de solução de problemas e na procura permanente da excelência e autossuperação.

“O ISCAM é um parceiro estratégico da BVM porque o seu objecto de trabalho tem a ver com alguns dos requisitos para uma empresa ser admitida em bolsa, como a adequada situação económica e financeira, a contabilidade organizada e as contas auditadas, e é nessa trilha que temos a Sala BVM no ISCAM, temos estado a acolher estagiários na instituição e temos induzido a que mais estudantes e docentes façam pesquisas sobre o mercado de capitais e a Bolsa de Valores”, destacou.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content