Projecto Catalisa da Anadarko forma 100 Jovens em Palma

 

O Projecto “Catalisa”, uma iniciativa do Projecto Mozambique LNG, liderado pela Anadarko, formou recentemente, no distrito de Palma, 100 jovens em empreendedorismo e em matérias que os permitam estar melhor preparados para o mercado de trabalho. Espera-se que mais 200 jovens beneficiem deste tipo de formação até ao final do corrente ano e que, durante os cinco anos do Projecto Catalisa, um total de cerca de 1000 jovens sejam formados.

As formações, implementadas pela TechnoServe, têm a duração de três meses e versam matérias como elaboração de planos de negócios, tecnologias de informação e comunicação e noções básicas de língua inglesa.

Após a formação, os jovens recebem acompanhamento durante nove meses para a finalização dos seus planos de negócio ou para a procura de trabalho. Os 10 melhores estudantes de cada curso recebem uma orientação personalizada e fundos para o desenvolvimento do seu plano de negócios.

Na cerimónia de entrega de certificados de conclusão do curso, Valente Jorge, representante do Governo do Distrito de Palma, afirmou: “Queremos dar força aos graduados. Palma de hoje é muito diferente do Palma de amanhã.

Várias empresas estarão aqui em Palma e nós teremos de dar resposta às necessidades de recursos humanos para o desenvolvimento do nosso distrito”. Sheila Comé, coordenadora para a Área de Investimento Social da Anadarko.

“Queremos providenciar aos jovens as competências e ferramentas para que eles possam melhorar o seu acesso a futuras oportunidades de emprego que advenham do projecto de gás natural liquefeito da Anadarko e seus parceiros ou de outros projectos. Esta formação dá também aos jovens ferramentas para que possam criar o seu autoemprego”, acrescentou.

Sheila Comé acrescentou que, na fase de construção, a Anadarko e os seus parceiros preveem a criação de 5000 empregos para moçambicanos. Para Henriques Duarte, recém-formado, “Este curso trouxe muitas mudanças. Eu não sabia como me apresentar numa entrevista, agora já sei. O meu sonho é ser um empreendedor. Já que aqui, no treinamento, adquiri muitas habilidades em como ser empreendedor, vou pôr em prática o que aprendi e aplicar no mercado de trabalho. Para os que ainda não concorreram ao programa de treinamento, convido-os a aderirem em massa, porque aqui não se paga nada e os formadores são espectaculares”.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content