Rede Criança quer ver crianças inclusas nas actividades governamentais

 

A Rede Criança realizou, recentemente, um workshop para sensibilizar e capacitar o Conselho Municipal da Manhiça para envolver crianças no processo de tomada de decisões na governação municipal.

Texto: Hélio de Carlos

A actividade surge na sequência da “Declaração de Maputo”, um instrumento que reafirma que as crianças são titulares de direitos humanos universais, plasmados na Constituição da República e em instrumentos jurídicos internacionais de que o Estado moçambicano é parte, com destaque da Convenção Internacional dos Direitos da Criança e a Carta Africana dos Direitos e Bem-Estar da Criança.

A Directora executiva desta agremiação, Amélia Fernanda, diz que o programa surge, também, no âmbito da componente de investimento da criança dentro dos 53 municípios do país, e mantém maior foco nas crianças desfavorecidas.

Na ocasião, a Rede Criança realizou uma doação de 500 máscaras, das quais 250 para as crianças e igual número para adultos, 190 baldes com as respectivas torneiras e 500 barras de sabão para a higienização das mãos, para a prevenção e combate a covid-19.

 

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content