Unicef reforça apelo de ajuda a Moçambique

 

O Unicef aumentou o valor do apelo humanitário para Moçambique de 52 milhões para 96,5 milhões de dólares para apoiar as vítimas da violência armada.

“Será necessário mais apoio da comunidade internacional para responder adequadamente às necessidades da população afectada nas províncias do Norte e para continuar a apoiar as pessoas afectadas por desastres naturais que ocorreram no Centro de Moçambique”, disse Maria Luísa Fornara, representante do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), citada Agência Lusa.

O valor total, 55,7 milhões de dólares serão canalizados para os deslocados da violência armada em Cabo Delgado, 46 por cento dos quais são crianças. “Muitas crianças sofreram traumas profundos. Se não forem tratadas, poderão tornar-se um factor para uma crise  prolongada que poderá rapidamente alastrar a outras áreas”, referiu o Unicef no documento.

Para a agência das Nações Unidas, a situação humanitária em Moçambique “deteriorou-se significativamente” desde o início do ano, face aos contínuos ataques em Cabo Delgado, surtos de doenças transmissíveis e o impacto do ciclone Eloise. De acordo com o Unicef, mais de 300 mil crianças em idade escolar estão deslocadas e dependem da escolarização de emergência, estimando-se que 33 mil estejam a sofrer de desnutrição potencialmente fatal.

Mais  Destaques

error: Conteudo protegido!!
Scroll to top
Skip to content