Xenofobia: SASOL diz que vídeo que está a circular é de 2015

– “Não há qualquer agitação na empresa”, – garante António Fumo

 

Está a circular, nas redes sociais, sobretudo através do Whatsap, um vídeo acompanhado por uma legenda, procurando dar a entender que os trabalhadores moçambicanos na petrolífera sul-africana, Sasol, que explora gás natural na província de Inhambane, estão a expulsar seus colegas sul-africanos em retaliação contra os actos xenófobos que se vivem naquele país vizinho.

Texto: Reginaldo Tchambule

Entretanto, contactada pelo Dossiers & Factos, a direcção daquela empresa petrolífera sul-africana diz não constituir verdade que está em curso uma retaliação por parte dos trabalhadores moçambicanos e descreve o ambiente na empresa, localizada em Pande, distrito de Inhassoro, como sendo calmo.

“Não é verdade. Tomamos conhecimento da circulação deste vídeo, mas tenho a esclarecer que é um vídeo antigo. É de 2015. Neste momento não há qualquer tipo de agitação na empresa, pelo que os trabalhos decorrem num ambiente tranquilo”, garantiu António Fumo, Administrador da Sasol, para a área de Conteúdo Local.

Na ocasião, revelou que a empresa conta, neste momento com apenas seis trabalhadores sul-africano, sendo que grosso modo da mão-de-obra é nacional.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content