Zainadine Júnior aumenta crise no Benfica e coloca Bruno Lage em apuros

O Marítimo de Portugal, formação onde actua o imternacional moçambicano Zanadine Junior, venceu e convenceu o Sport Lisboa e Benfica por dois golos a zero, aumentando a crise de resultados da equipa encarnda. Essa derrota, a segunda consecutiva, coloca em causa a permanência do técnico Bruno Lage.

A equipa de Bruno Lage, entrou para o jogo pressionada pela derrota da jornada 28, diante do Santa Clara, em pleno Estádio da Luz, por isso logo de início assumiu o comando do jogo, com o objectivo claro de vencer o jogo, para, por um lado, colocar pressão no F.C do Porto e, por outro, acender as esperanças na luta pelo título.

Na primeira parte do jogo, Benfica aproximou-se muitas vezes às redes à guarda de Amir, guardião do Marítimo, obrigando Zainadine Júnior, que mais uma vez esteve inspirado, e companhia a se aplicar a fundo. Porém, as investidas do Benfica não passaram de nuvens do inverno, até que se foi ao descanso com o placar a apontar nulo no marcador.

Na segunda parte, o Benfica entrou com a mesma pressão, indo para cima do Marítimo, mas como a se confirmer o ditado “quem não marca sofre”, num arrancada em sprint, o internacional Guinnense Nanu correu mais que toda a defesa encarnada e num passe mortal, assiste Correa que bate Odysseas Vlachodimos.

Aos 79 minutos, quase-se que num papel químico, é novamente Nanu que volta a fazer uma investida em corrida rápida e, desta vez, assiste Pinho para o 2-0.

Com este resultado, o Marítimo sobe para a 12ª posição da tebela classificativa, com 31 pontos, os mesmos que o Passos de Ferrereira que pedeu para o F.C Porto por uma bola a zero, na mesma jornada.


A derrota do Benfica acerrou a crise de resultados no Benfica e Bruno Lage não resistiu, acabando por pedir demissão ao Presidente do SL Benfica, Luis Filipe Vieira.

Mais  Destaques

Scroll to top
Skip to content